[04/05/2012]

 

Crescimento e futuro de parques e atraes tursticas debatido

Por Assessoria de Imprensa

A importância dos parques temáticos e os gargalos que dificultam o seu crescimento no Brasil foram tema da mesa-redonda que reuniu o secretário-executivo do Ministério do Turismo (MTur), Valdir Simão, o secretário de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), Humberto Ribeiro; o deputado estadual, Jonas Donizette; junto a dirigentes do setor.


A mesa-redonda foi promovida no último dia 24 de fevereiro, no White Pavilion, complexo de eventos localizado dentro do parque aquático Wet'n Wild. Promovido pelo Sistema Integrado de Parques Temáticos e Atrações Turísticas (Sindepat), o encontro teve como objetivo buscar alternativas para cinco das principais entraves que dificultam o crescimento do setor: redução dos impostos sobre importação de equipamentos, qualificação e treinamento de profissionais, desoneração da folha de pagamento e diminuição dos custos com energia elétrica. Além destes temas, foi discutida a possibilidade de inserção dos empreendimentos do setor na Lei da Copa.


De acordo Valdir Simão, secretário-executivo do Mtur, o principal passo é despertar na economia o grande potencial da indústria de parques e atrações turísticas. "Estamos discutindo e entendendo as dificuldades para saber em que podemos ajudar. O tema tem que perseverar, juntos vamos organizar uma agenda e com políticas tentarmos atingir os objetivos", disse.


Recentemente o MDIC esteve nos Estados Unidos para mapear o crescimento de alguns segmentos, entre eles o de parques de diversões, e o modo como eles poderiam avançar no Brasil. Essa tarefa serviu para mostrar o quanto o setor pode contribuir para a geração de riqueza de um país. "A reputação que os parques têm nos Estados Unidos serviu para nos mostrar a grandeza do setor e como podemos aproveitá-lo aqui no Brasil. O setor é produtivo e tem capacidade de gerar muitos frutos por aqui", afirmou Humberto Ribeiro, do MDIC.


"Um debate como esses é fundamental para que medidas sejam tomadas e que o setor volte a avançar. Temos muitos e bons exemplos da importância de um empreendimento como os nossos para a economia de um País", diz Alain Baldacci, presidente do Sindepat.


Participaram da reunião membros do Sindepat, da Associação das Empresas de Parques de Diversão do Brasil (Adibra) e da Itaucard, além de executivos de empreendimentos do setor no Brasil como Beach Park, Beto Carrero, Hopi Hari, Magic City, Ma-noa Park, O Mundo da Xuxa, Playcenter, Trem do Corcovado e Wet'n Wild.

Últimos Releases
[25/11/2013] 4 DNPDP
Parques abrem suas portas gratuitamente para receber 20.000 pessoas com deficincias no dia 02 de Dezembro
veja mais
[23/11/2012] 3 DNPDP
Parques Temticos e Atraes Tursticas vo receber gratuitamente pessoas com deficincia
veja mais
[4/5/2012] 5 Dia Nacional da Alegria rene 33 mil crianas carentes
Ao de responsabilidade social realizada anualmente pelo Sindepat contou com a participao de 44 empreendimentos em todo o Brasi
veja mais
[4/5/2012] Crescimento e futuro de parques e atraes tursticas debatido
Mesa-redonda promovida pelo Sindepat contou com a participao de dirigentes do setor e discutiu os problemas que travam o avano
veja mais
[23/4/2012] Itaucard a patrocinadora oficial do 5 Dia Nacional da Alegria
Ingresso Com Desconto (ICD), Maurcio de Sousa Produes, Kimberly-Clark e Editora Panini tambm apoiam ao
veja mais
veja todos os releases